Notícias

01.12.2009

Mudança no rodízio deve ir à votação ainda neste mês em São Paulo

Por Folha de São Paulo

da Folha de S.Paulo

O projeto de lei que aumenta de um para dois dias a restrição do rodízio de veículos em São Paulo e que amplia seus horários deve ser apresentado para segunda votação na Câmara ainda neste ano. Caso seja aprovado, será encaminhado ao prefeito, que pode sancionar ou vetar a proposta.

Em 2007, a Casa chegou a aprovar no mesmo dia e na mesma sessão, em primeira votação, um projeto de lei que ampliava a medida e outro que acabava com ela --o primeiro acabou retirado da pauta.

De autoria do vereador Ricardo Teixeira (PSDB), responsável também pela proposta anterior de ampliação, o PL 147/08 já foi aprovado em primeiro turno. Propõe que, a cada dia da semana, quatro finais de placa deixem de circular. Às segundas-feiras, ficam impedidos carros com finais 1, 2, 3 e 4. Às terças, 5, 6, 7 e 8. Às quartas, 9, 0, 1 e 2. Às quintas, 3, 4, 5 e 6 e, às sextas, 7, 8, 9 e 0.

Pelo projeto, a proibição também se torna mais longa ao final da tarde: das 17h às 21h. Nem o perímetro em que a restrição vigora (o chamando centro expandido) nem sua vigência durante a manhã são alterados. Hoje, o rodízio vai das 7h às 10h e das 17h às 20h e, a cada dia, dois finais de placa deixam de circular.

De acordo com a proposta, os taxistas ficam liberados para praticarem livre negociação do preço das corridas nos horários do rodízio, desde que o valor negociado fique abaixo da tarifa oficial vigente.